FORMAÇÃO

Semec promove aulas de educação ambiental para professores municipais

A Prefeitura de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semec), realizou nesta segunda-feira, 2, o curso “Educação Ambiental com Ênfase em Plantas Medicinais”, para 20 professores formadores que atuam no Centro de Formação de Professores (CFP) da Secretaria. O curso objetiva replicar, posteriormente, essas informações para todos os professores que atuam nas escolas da rede municipal, que, por sua vez, repassarão as informações, entre teorias e práticas, aos alunos em sala de aula.

De acordo com Karina Bordalo, coordenadora do Centro de Formação, o uso das plantas medicinais está culturalmente enraizado nos costumes da população paraense e belemense. “O ambiente escolar pode ser um local de reprodução e educação desses saberes tradicionais. Por isso, decidimos debater temas relacionados à educação ambiental, por meio de formação continuada, aos professores da rede municipal”, explicou.

Plantação - Para o curso, foi utilizada uma área do próprio Centro de Formação, para plantar espécies como babosa, melissa, alecrim, mastruz, hortelã, erva doce, entre outros vegetais, que ajudarão os professores a entender, na prática, como funciona a transmissão desse conhecimento.

As aulas também englobam didáticas de organização da terra, de telhas e garrafas pets para criação de hortas. “Ao repassarmos essas informações aos professores da rede municipal, vamos utilizar estratégias de aprendizagem por meio de textos e atividades propostas para os alunos, utilizando os próprios espaços escolares, como as hortas, que já estão presentes na maioria das escolas do município”, completou Karina.

“É importante acrescentar esses estudos de educação ambiental aos professores, em nível de compreensão, para que possam realizar um trabalho de expansão de temáticas com os alunos. Estamos convivendo com diversos problemas ambientais e procuramos criar nas crianças uma consciência de preservação, utilização e valorização dentro das salas de aula”, disse Walter Braga, formador pedagogo, participante do curso.

“Uma pessoa que cuida de uma planta acaba criando uma relação mais íntima com o meio ambiente. Cultivar uma planta é uma forma de contribuir para o mundo e, sendo ela medicinal, torna-se um bônus para a vida. Por meio da educação, podemos despertar essa consciência para o verde, e as escolas podem desenvolver essa relação entre as pessoas e o meio ambiente”, disse o biólogo botânico, Daniel de Souza, que estava instruindo os professores.

Curso - Entre os dias 9 a 12 de setembro, outro curso de educação ambiental será ministrado no Centro Formação de Professores. Desta vez, os participantes serão os professores da rede municipal, que atuam em escolas da rede.

Centro - O Centro de Formação de Professores desenvolve formação continuada e assessoramento mensal para professores alfabetizadores, coordenadores pedagógicos e professores, que atendem aos alunos de educação infantil do município. 

Comentários